Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.
[mc4wp_form id="4890"]
Zapisz Zapisz

Disfunção sexual: quando é hora de procurar um especialista?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

disfunção sexual

Nossa sociedade está evoluindo a passos rápidos. Muitos chegam a falar no advento de uma Nova Era e na completa transformação do ser humano. Mesmo assim, ainda são muito perceptíveis e influentes os resquícios de ideias um tanto ultrapassadas, como a de que o homem é invulnerável e de que ele jamais deve assumir seus problemas sexuais.

Existe uma quantidade enorme de homens que sofrem com distúrbios de natureza sexual e a melhor saída é procurar ajuda médica e especializada. Entenda quando o homem deve ir a uma clínica de saúde masculina diante de uma disfunção sexual!

O que é uma disfunção sexual

A disfunção sexual é todo problema que atrapalha ou impossibilita a prática saudável de relações sexuais pelo homem ou pela mulher. A mulher também pode sofrer de graves disfunções sexuais.

Nenhuma disfunção é normal, em nenhuma parte de nosso corpo. Mas existem distúrbios que podem ser tratados com mais facilidade ou são eventuais.

No caso do homem, a disfunção sexual pode se apresentar na forma de uma dificuldade de ter e sustentar uma ereção, na ejaculação precoce ou retardada, na falta de desejo sexual, no baixo desempenho durante a transa, em uma ejaculação pobre e outras coisas.

Os casos menos graves

Imagine que você pode ter um simples resfriado ou contrair o vírus da dengue. No primeiro caso, talvez nem seja necessário procurar o médico e somente com algum chazinho ou aspirina você consiga minimizar os efeitos da doença. No caso da dengue, é fundamental que você vá ao médico especialista. Claro que você deve saber diferenciar um resfriado mais simples da dengue ― caso contrário, deverá procurar o médico em ambas as situações.

Da mesma forma acontece com os problemas sexuais. Em um determinado momento, devido a algum fator (ansiedade, preocupação com alguma coisa que está acontecendo, medo de ser surpreendido), o homem pode, por exemplo, não ter uma ereção mesmo diante de muitos estímulos sexuais ― ou pode ter uma ereção muito fraca, sem intensidade.

Nesse caso, trata-se de um episódio isolado, que não se repetirá tão cedo. Episódios assim podem acontecer em relação à ereção, a ejaculação, ao desempenho, ao desejo sexual. Não constituem, em um primeiro momento, um problema grave, mas algo passageiro.

disfunção sexual

Os casos mais graves

Contudo, há ocasiões em que a disfunção sexual é recorrente, ou seja, repete-se com frequência na vida do homem. Pode ser que aconteça em mais da metade das vezes em que ele tenta sustentar uma relação sexual satisfatória (> 50%)

Em casos assim, o homem não pode se acomodar e precisa procurar um especialista o quanto antes. Isso porque, quanto mais ele demorar, mais o problema tende a piorar.

A mulher é um importante “termômetro” que ajuda a medir a intensidade de uma disfunção sexual. Muitas vezes, o homem prefere não “ver” a realidade e sua parceira acaba abrindo seus olhos.

O momento de procurar ajuda médica

Sempre que a vida sexual do homem estiver sendo prejudicada por distúrbios frequentes, ele precisa procurar um médico especializado em saúde masculina.

Se ele dificilmente sustenta uma relação sexual porque o pênis rapidamente volta à flacidez ou nem consegue ficar rígido, se ele ejacula em poucos segundos ou mesmo antes da penetração, se seu apetite sexual caiu bastante ou desapareceu por completo, se a parceira não se sente satisfeita com seu desempenho (e até já comentou o assunto com ele e, quem sabe, pensou até em rompimento) ― então, é o momento do homem procurar ajuda médica.

É a frequência e a intensidade da disfunção sexual que determinarão se o homem deve procurar logo um especialista.

Já sofreu com alguma disfunção sexual? O que pensa sobre procurar uma clínica especializada em saúde sexual masculina? Deixe seu comentário!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×